“Mar dos Perceptos” – Tché Ruggi

[vc_single_image image=”6710″ align=”left” img_size=”full” img_link_large=”yes” img_link_new_tab=””]

O artista Tché Ruggi, teve o primeiro contato com a arte bem jovem, explorando materiais tridimensionais como argila.O ambiente e o espaço, sempre lhe causaram impressões interessantes, principalmente na cidade. Em 2000, teve o primeiro contato com a arte do graffiti, quando preferiu se resguardar e estudar para mostrar coisas interessantes as pessoas e não só o que via pelas ruas. Teve ensino acadêmico em 2006, pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo, onde reiniciou a pintura na cidade, carregando a características de transgressão do Graffiiti e Pixação. Em 2008 foi um dos fundadores do atelier 132, o qual originou o Coletivo132, um coletivo de artistas de Graffiti. Em 2012 fundou com sócios o espaço A7MA de arte e cultura.

Seus trabalhos margeiam a valorização da vivência como memória e bloco construtor, seja na síntese de um pensamento, uma reflexão de mundo, ou usando as esculturas como arquiteto do corpo, construindo objetos sólidos, com chapas de aço e latas usadas de spray soldadas.

Tché Ruggi, define cada momento com uma lâmina e sua palheta terrosa define suas formas, movimento e estruturas em meio ao universo criado em seu próprio mundo.
“Sou formado pelo conjunto das minhas vivências”.

A exposição, “Mar dos Perceptos”, conta com pinturas a óleo e esculturas de aço soldadas, com abertura no dia 15 de Setembro e término previsto para dia 10 de outubro.

[vc_separator icon=”camera”]
[vc_separator icon=”camera”]
[vc_separator icon=”camera”]
, ,
Próximo post
“ALEGORIAS”

Menu