Veredas

por Marina Panazzolo

“Dois caminhos divergiam em um bosque, e eu segui o menos trilhado e isso fez toda a diferença”

Robert Frost

 

Dentro de seu próprio universo imaginário, Sergio Free busca tecer críticas em seu corpo de trabalho no que diz respeito às injustiças sociais encontradas dentro de suas vivências urbanas. Seu pensamento surge quando grupos sociais específicos, que fazem parte de um contexto estrutural desfavorável, são levados a buscar caminhos alternativos – ou por assim dizer, veredas – para garantir uma posição de destaque na sociedade. Adversidades estão presentes nesse caminho mais do que em qualquer outro, mas a criatividade surge como uma possibilidade para a superação desses obstáculos, segundo o artista.

Natural da Bahia, Sérgio se mudou para São Paulo quando ainda era criança, e foi crescendo na Zona Norte de São Paulo, no bairro do Tucuruvi, onde descobriu sua paixão pelo grafitti e vivenciou desde cedo as repreensões e violências ocasionadas dentro desse meio.  Não tendo outra alternativa senão se adequar aos padrões impostos pela sociedade, o artista encontra a resiliência de seguir o caminho menos trilhado ao usar a imaginação como sua válvula de escape.

Para tal, Sergio Free apresenta para a A7ma Galeria um conjunto de pinturas que abordam questões relacionadas a desigualdade de recursos e oportunidades dentro de uma sociedade segregacionista, onde práticas e políticas públicas favorecem as desvantagens sociais ao invés de amenizá-las. Como resultado, a exposição Veredas dá a chance de explorarmos novamente o seu universo pictórico, hoje em dia já tão conhecido, partindo de uma abordagem muito mais intimista e humana.

Sua obra dialoga dentro de uma linguagem visual expansiva e excêntrica ao mesmo tempo que ocupa um lugar de revolta e reflexão. Ao retratar seus personagens característicos em situações cotidianas, o artista encontra seu equilíbrio retratando as diversas camadas de tensões sociais de forma lúdica e singular. Suas telas incentivam o público a refletir sobre seu espaço na sociedade e os caminhos que os levaram a chegar até esse lugar, levando-os assim a desenvolver um olhar crítico sobre a desigualdade e exclusão social, evidentes de forma certeira em sua iconografia.

Entre invisibilidades e descasos, o trabalho de Sérgio Free deve ser apreciado para além da superfície, pois é em sua profundidade que compreendemos os verdadeiros anseios de seus personagens, ao mesmo tempo que as narrativas aqui contadas manifestam elementos de liberdade, transformação e recomeços. Em suma, um encontro entre o brutal e o gracioso. E é dessa forma que seus relatos visuais, vibrantes através de texturas e cores emocionais, carregam o espectador para o fenômeno das dores e riquezas que é a poética de seu cotidiano.

MARINA PANAZZOLO, MA em art history e museum curating na University of Sussex

SERVIÇO Exposição “Veredas” – Sérgio Free

Abertura: 30 de junho de 2022 às 16h 

até 07 de agosto de 2022

Segunda e terça, das 11h às 18h

Quarta-feira a sábado, das 11h às 19h

Domingo, das 12h às 17h

A7MA Galeria —  Rua Medeiros de Albuquerque, 250 

Vila Madalena São Paulo

+55 11 95301-1796

Entrada gratuita

Informações para imprensa:
a7magaleria@gmail.com 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Fill out this field
Fill out this field
Please enter a valid email address.
You need to agree with the terms to proceed

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Menu
Coin
EUREuro
en_USEnglish