veracidade mundana

Arte
[vc_single_image image=”6784″ align=”left” img_size=”full” img_link_large=”yes” img_link_new_tab=””]

veracidade mundana
é o encontro das águas, o elo importante na construção do trabalho desses dois artistas, além de tema prioritário nos dias de hoje por conta da crise hídrica que assola o Estado de São Paulo.

Entre as telas, esculturas e instalações, uma intervenção se fará presente durante toda essa temporada: água livre e gratuita para os visitantes da galeria. “Pode parecer ostentação, mas na verdade a proposta é convidar o público para interagir com a obra e o tema, degustando um copo d’água retirado direto de uma instalação provocativa, enquanto observa a exposição”, explica Mundano.

Mauro, com seu trabalho junto aos agentes marginais das áreas de mananciais na represa Billings até o centro da cidade, usa a arte para informar e conscientizar a comunidade sobre a preservação da água e seus entornos. E Mundano, que aborda a seca como tema recorrente em sua produção artística, desenha nas ruas seu símbolo de resistência, os cactos.

A exposição conta com texto de apresentação do também artista, e sócio da A7MA, Enivo, que relembra a força e o impacto da obra desses artivistas, “estes dois indivíduos, que agem também de forma coletiva, utilizam arte como denúncia e consciência sobre a nossa má administração e consumo da água em um planeta rumo a desertificação”, pontua Enivo.

[vc_separator icon=”camera”]
[vc_separator icon=”camera”]
[vc_separator type=”” size=”” icon=”” text=””]
, , , ,
Post anterior
Polém & Ferrugem
Próximo post
Mais um pouquinho de ‘Pólen & Ferrugem’

Menu